Terça-feira 18/12/2018

Fundos de Tela

» Download

| printImprimir | Email E-mail | Share

Castelo de Sant’Angelo: sons e luzes para comemorar os Patronos de Roma

1 de Julho de 2015

Roma - Itália (Quarta-feira, 01/07/2015, Gaudium Press) - É provável que quase todo mundo já tenha sonhado que um dia poderia criar estrelas...

Fogos.jpgMas, logo descobre a realidade: o homem não é o Criador, não pode criar estrelas...

Mas o sonho continua existindo e, por vezes, volta à tona, com características novas:

Não posso criar, mas, quem sabe, se eu semear estrelas... Será que não nascerão constelações?

E foi nessa, como que, procura do maravilhoso, quase irreal, que o homem acabou "criando" algo que parece transformar o céu em uma tela e nela ele pinta alegrias e belezas, transforma trevas em luzes coloridas e cheias de formas.

E assim, foi engendrado algo onde o homem 'sonhador' passou a poder desenhar alegrias, esperanças, felicidades: são os fogos de artifícios!

E foi isso mesmo que, de fato, aconteceu em Roma, no dia 29 último, quando comemorava-se na Cidade Eterna seus padroeiros os Apóstolos São Pedro e São Paulo.

Pelo oitavo ano consecutivo, em Roma, a noite desse dia foi marcada por um espetáculo de fogos de artifício no Castelo de Santo Ângelo.

Esse Castelo-Fortaleza fica na margem direita do Rio Tibre, próximo da Basílica de São Pedro.

Ele possui uma girandola prestigiosa que, segundo a tradição, foi projetada e desenhada por Miguel Ângelo e mais tarde aperfeiçoada por Bernin.

Bernin mesmo afirmou que ele se inspirou em erupções do vulcão Stromboli, situado no arquipélago das Eólias , ao norte da Sicília, que, segundo ele, "vomitou fogo e chamas".

No momento da sua criação, em 1481, o objetivo do Castelo de Sant'Angelo era exaltar o pontificado do Papa Sisto IV.
Mais tarde, ele foi destinado a ser usado para celebrar eventos solenes e importantes para a cidade de Roma, como, por exemplo, a coroação de um novo Papa.

No dia 29 de junho festeja-se na Cidade Eterna a Solenidade dos dois santos padroeiros da capital italiana, São Pedro e São Paulo.

O significado espiritual do Castelo está ligado ao aparecimento de São Miguel Arcanjo a São Gregório Magno, em 590 no topo do mausoléu de Adriano.

Fogos2.jpgEntregando sua espada, o Arcanjo São Miguel anunciou o fim da peste que tinha mergulhado a cidade de Roma em um luto profundo.

Após o fato da peste ter sido derrotada por um verdadeiro milagre anunciado por São Miguel, o mausoléu viu seu nome ser modificado. Ele passou a ser chamado de Castelo de Sant'Ângelo.

O show de fogos de artifício, uma chuva de fogo como uma enorme fonte, já foi descrito por escritores famosos.

E desde 2008 ele foi relançado, tendo em cada ano uma temática diferente. Neste ano foi a conotação foi a solidariedade.

Os promotores do evento tinham como objetivo apoiar frades franciscanos da Custódia da Terra Santa, guardiães dos lugares santos e as comunidades cristãs do Oriente Médio, por meio de doações.

Para fazer com que os fogos de artifício se mostrassem ainda mais atraentes, os organizadores juntaram às suas luzes os sons de sinfonias musicais que, de alguma forma, tenham alguma ligação com o Castelo.

Assim foi que no último dia 29 de junho "sonhadores" puderam matar saudades da infância, vivendo instantes de sonhos num ambiente pleno de realidades, muitas vezes tidas como inverossímeis, porém, com certeza, maravilhosas. (JSG)


Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/71201-Castelo-de-Sant-rsquo-Angelo--sons-e-luzes-para-comemorar-os-Patronos-de-Roma#ixzz3fUnlDdaX
Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.

 

Associação Maria Regina Cordium
ASSOCIAÇÃO MARIA REGINA CORDIUM
CNPJ: 02.796.785/0001-86
Rua Antonio Pereira de Souza, 194 sala 23 cep 02404-060 Santana, SP São Paulo tel: 2959-2633